Cazaquistão e Arábia Saudita se juntam para resolver crise no Oriente Médio

Astana, 27 abr, (EFE).- O ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al Jubeir, realizou nesta quarta-feira sua primeira visita oficial ao Cazaquistão a fim de ampliar a cooperação econômica entre os dois países e buscar uma solução conjunta à crise no Oriente Médio.

"A Arábia Saudita é líder no mundo muçulmano e um dos atores mais importantes no Oriente Médio. A solução para as crises da região depende, em grande medida, da posição e das políticas dos sauditas", disse o chefe da diplomacia cazaque, Erlan Idrissov, após assinar com seu colega um Memorando de Entendimento sobre consultas políticas entre os dois Ministérios das Relações Exteriores.

"Acordamos uma estreita coordenação para resolver a situação de crise no Oriente Médio. Temos diferentes plataformas onde trabalharemos juntos", explicou Idrissov em entrevista coletiva conjunta com Al-Jubeir.

O chefe da diplomacia cazaque garantiu que seu país dá grande importância à cooperação com os "irmãos e amigos da Arábia Saudita".

"Nossos países estão preparados para se aprofundar nos diálogos políticos em todos os níveis", destacou Idrissov, e acrescentou que o presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, visitará o país amigo ainda neste ano.

"Temos um grande potencial para a cooperação econômica, especialmente em agricultura, indústrias petroquímica e nuclear e defesa. Temos a ideia de criar uma ferramenta de investimento conjunta", explicou o ministro cazaque.

Por sua vez, o titular das Relações Exteriores saudita lembrou que ambos países estão unidos por uma história comum e 1,2 mil anos de civilização islâmica, o que outorga valores espirituais comuns.

"Tentamos fortalecer nossa cooperação não só na economia, mas também no aspecto cultural. Nossa intenção é trabalhar para aumentar as visitas e os contatos entre nós", declarou Al-Jubeir.

O diplomata saudita afirmou também que seu país é consciente de todos os progressos que estão ocorrendo em Astana, como a renúncia às armas nucleares.

"Temos iniciativas para a resolução pacífica de alguns conflitos da região. Apoiamos a ideia de expandir a parceria com o Cazaquistão na Organização de Cooperação Islâmica. Podemos colaborar em muitas áreas", anunciou Al-Jubeir.

Depois, Adel al Jubeir se reuniu com o presidente cazaque no palácio presidencial Akorda para discutir os acordos alcançados.

Nazarbayev lembrou que seu país mostrou apoio à Arábia Saudita desde o momento de sua independência e insistiu na necessidade desta cooperação, especialmente na econômica, apontando os objetivos similares de ambos países.

Por sua vez, Al-Jubeir ressaltou a necessidade de fortalecer as relações entre os países amigos e falou de novo da importância do Cazaquistão no desenvolvimento do mundo islâmico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos