PUBLICIDADE
Topo

Incêndio em clínica no Chile obriga evacuação de pacientes e médicos

27/04/2016 22h39

Santiago do Chile, 27 abr (EFE).- Um incêndio atingiu uma das principais clínicas de Santiago, capital do Chile, e obrigou pacientes, médicos e outras pessoas que esperavam atendimento no local a serem evacuadas pelas autoridades.

De acordo com informações divulgadas por um porta-voz de uma das 11 companhias de bombeiros que atenderam a ocorrência, o fogo teve início em uma adega subterrânea da clínica, que fica a poucas quadras da redação da Agência Efe no Chile.

"As chamas se originaram no terceiro piso subterrâneo dos estacionamentos da torre C e, até o momento, uma adega e vários veículos foram atingidos", disse um bombeiro aos jornalistas.

A maternidade e o setor onde estão os recém-nascidos não foram afetados pela densa fumaça que sai do local, explicou o porta-voz.

Posteriormente, um comunicado da Clínica Indisa explicou que os médicos foram evacuados devido à fumaça por uma das avenidas adjacentes ao edifício, enquanto os pacientes foram movidos para outro setor do prédio.

"Ativamos os protocolos de emergência projetados para esse tipo de contingências, que inclui a evacuação preventiva dos pacientes de um setor da clínica. Foram suspensas as cancelas para a livre circulação e entregamos máscaras ao público e funcionários no local" acrescentou a nota da unidade de saúde.

Na conta oficial da Clínica Indisa no Twitter, os diretores do local lamentaram o ocorrido e agradeceram aos bombeiros pelo trabalho realizado para conter o fogo.

Além disso, eles garantiram que irão abrir uma investigação interna para descobrir a causa do acidente, que não deixou feridos. EFE

mc/lvl

(foto)