Ondas de calor na Índia causaram 87 mortes até março e 4,2 mil desde 2013

Nova Délhi, 27 abr (EFE).- Pelo menos 87 pessoas morreram durante os três primeiros meses do ano devido a ondas de calor na Índia, o que elevou o número de mortes desde janeiro de 2013 para mais de 4,2 mil, informou o governo indiano nesta quarta-feira.

O vice-ministro de Ciências da Terra indiano, E.S. Chowdary, detalhou em resposta a um pedido no parlamento que a maioria dos casos de 2016, 56, ocorreu no estado sulista de Telangana e outros 19 na vizinha Orissa, segundo a agência local "PTI".

O restante das mortes ocorreu entre janeiro e março, antes do começo da temporada de maior calor que começa em abril, nos estados do sul e do oeste do país.

Em 2015, as altas temperaturas deixaram 2.135 mortos, o número mais alto dos últimos três anos, com mais de 1,4 mil mortes só no estado de Andhra Pradesh (sul).

Os anos de 2013 e 2014 registraram 1.433 e 549 falecidos, respectivamente, deixando um balanço total de 4.204 mortos, segundo os dados do departamento.

Chowdary advertiu que são esperadas temperaturas acima do normal em todas as zonas meteorológicas do país para a temporada de calor que irá até junho, segundo a agência "PTI".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos