Sul do Japão foi atingido por mais de mil terremotos nas duas últimas semanas

Tóquio, 28 abr (EFE).- A região do sudoeste do Japão atingida por dois potentes terremotos que deixaram quase 50 mortos já sentiu mais de 1.000 réplicas desde que aconteceu o primeiro destes fortes tremores há duas semanas.

Este volume de atividade sísmica não é usual inclusive para o Japão, um país que sofre muitos movimentos tectônicos e que no ano passado registrou 1.842 terremotos perceptíveis pelo ser humano.

Por este motivo, a Agência Meteorológica do Japão (JMA) pediu hoje que seja mantido o alerta em Kumamoto e Oita, as duas Prefeituras da ilha de Kyushu mais afetadas por este desastre.

A primeira delas registrou na quinta-feira passada 14 de abril um violento terremoto de 6,5 graus que suscitou uma onda de movimentos telúricos, um dos quais alcançou dois dias depois 7,3 graus e foi ainda mais destrutivo.

Como resultado dos tremores, que deixaram 49 mortos e um desaparecido por efeito de desmoronamentos e deslizamentos de terra, 30 mil pessoas permanecem ainda evacuadas de seus lares.

As autoridades informaram, além disso, que 16 pessoas morreram depois dos terremotos vítimas da fadiga e do estresse provocados pelas duras condições na zona, onde muitos tiveram que pernoitar em seus carros durante dias.

O custo total para a recuperação de estradas, canalizações e terrenos agrícolas nas zonas afetadas foi estimado por enquanto em 286,1 bilhões de ienes (2,33 bilhões de euros).

O Banco do Japão (Boj) aprovou hoje um programa de provisão de fundos extra sem juros no valor de 300 bilhões de ienes (2,42 bilhões de euros) para bancos da região e também apresentou outro de reestruturação de dívida para empresas e entidades públicas destas mesmas áreas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos