Polícia descobre corpo de idosa embalsamado por sobrinha na Colômbia

Bogotá, 29 abr (EFE).- O corpo embalsamado de uma idosa de 95 anos que aparentemente morreu no mês de fevereiro foi descoberto por vizinhos em uma casa na cidade de Floridablanca, no nordeste da Colômbia, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

A idosa, identificada como Miriam Picón Céspedes, aparentemente morreu de causas naturais no dia 14 de fevereiro, mas sua sobrinha, que tem cerca de 60 anos e não foi identificada, tentou esconder seu falecimento.

Segundo o jornal "Vanguardia Liberal", da cidade de Bucaramanga, a mulher disse às autoridades que decidiu embalsamar o corpo de sua tia porque temia ser despejada do imóvel, onde as duas viviam de aluguel.

O jornal apontou que a mulher introduziu vinagre por via oral no corpo, espalhou cânfora sobre ele e o envolveu em sacos plásticos.

A sobrinha, que aparentemente sofre de transtornos mentais, era quem cuidava da idosa "e decidiu mantê-la com vinagre e cânfora desde 14 de fevereiro passado, quando morreu, e não tinha a intenção de relatar às autoridades", disse o comandante da Polícia Metropolitana de Bucaramanga, o general William Ernesto Ruiz, citado pelo jornal "El Tiempo".

O corpo foi descoberto pelos vizinhos depois que estranharam a ausência da idosa e decidiram entrar na casa depois que a sobrinha tinha saído.

A imprensa colombiana revelou que a mulher que embalsamou o corpo permanece em casa aguardando as investigações das autoridades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos