Papa pede respeito a cessar-fogo e reforço de diálogo na Síria

Cidade do Vaticano, 1 mai (EFE).- O papa Francisco manifestou neste domingo sua preocupação sobre a violência em algumas cidades da Síria como Aleppo e cobrou das partes envolvidas no conflito deste país a respeitar o cessar-fogo e a reforçar o diálogo.

"Recebo com profunda dor as dramáticas notícias provenientes da Síria, que aludem à espiral de violência que continua agravando a já desesperada situação humana no país", disse o pontífice após a oração do "Regina Coeli", que substitui a do Ângelus em período pascal.

Francisco se referiu em particular ao auge da violência na cidade de Aleppo, que "gera vítimas inocentes, inclusive crianças, doentes e aqueles que com grande sacrifício estão comprometidos em ajudar o próximo".

"Peço a todas as partes envolvidas no conflito a respeitar o cessar das hostilidades e a reforçar o diálogo em curso, única via que conduz à paz", afirmou o papa da janela do Apartamento Apostólico e diante de centenas de fiéis que o escutavam na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Na última semana houve uma onda de violência em Aleppo, apesar de seguir em vigor o cessar-fogo iniciado em fevereiro e aceito pelo governo de Damasco e a Comissão Suprema para as Negociações, principal aliança da oposição ao regime do presidente Bashar al Assad.

Na cidade, dividida em distritos em poder das autoridades e dos insurgentes, morreram centenas de pessoas, entre eles pelo menos 23 menores de idade, de acordo com números da ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos