Indígena morre ao pisar em mina antipessoal no sudoeste da Colômbia

Bogotá, 2 mai (EFE).- Um indígena colombiano morreu e outro ficou ferido depois que entraram em um campo minado instalado pelo guerrilha Exercito de Libertação Nacional (ELN) no departamento de Nariño, na fronteira com o Equador, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais.

A explosão aconteceu em uma área rural do município de Santacruz de Guachavez, onde, segundo um comunicado do exército colombiano, o ELN instalou um campo minado.

O indígena ferido foi levado a um hospital do município de Ipiales, também nesse departamento, onde receberá atendimento médico.

Apenas neste ano, o exército desativou 143 minas antipessoais nessa região do país, que estavam "localizadas perto de casarios, calçadas e escolas", acrescentou o comunicado.

Na Colômbia, as minas antipessoais e outros artefatos explosivos utilizados no conflito armado, que assola o país há mais de cinco décadas, deixaram até 11.800 mortos ou feridos durante os últimos 25 anos, segundo números da ONG Campanha Colombiana Contra Minas (CCCM).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos