ONU pede que trégua parcial na Síria seja estendida a todo país

Nações Unidas, 2 mai (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta segunda-feira que a trégua parcial em vigor em algumas zonas da Síria seja estendida a todo o país, especialmente à cidade de Aleppo, palco de repetidos bombardeios nos últimos dias.

"O secretário-geral está profundamente preocupado pela perigosa escalada da luta em Aleppo e seus arredores e o sofrimento intolerável (...) que está causando entre os civis", disse as Nações Unidas através de um comunicado.

Ban pediu que a renovada cessação de hostilidades iniciada nas províncias de Damasco e Latakia se estenda "a outras partes da Síria, com especial urgência para Aleppo".

Na última semana, a principal cidade do norte da Síria sofreu uma onda de violência que deixou pelo menos 244 mortos, segundo a apuração do Observatório Sírio de Direitos Humanos, apesar de seguir em vigor o cessar-fogo declarado em fevereiro.

O chefe da ONU chamou hoje todos os atores internacionais -principalmente Rússia e Estados Unidos- para que "redobrem seus esforços para ajudar as partes sírias" a retomar esse cessar-fogo em todo o território.

Em uma tentativa de salvar a cessação das hostilidades, Rússia e EUA acordaram na sexta-feira uma trégua parcial em Latakia e Ghouta Oriental, nos arredores de Damasco.

"O colapso da cessação de hostilidades só trará mais violência, morte e destruição, e além disso debilitará os esforços para encontrar uma solução negociada a esta brutal guerra", afirmou Ban. EFE

mvs/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos