Cingapura detém 8 jihadistas que planejavam atentados em Bangladesh

Bangcoc, 3 mai (EFE).- Os corpos de segurança de Cingapura detiveram oito jihadistas de Bangladesh, membros de um grupo ligado ao Estado Islâmico (EI), que planejavam atentados em seu país de origem na tentativa de estabelecer um califado, informou nesta terça-feira o Ministério do Interior de Cingapura.

"São membros de um grupo clandestino fundado por Rahman Mizanur em março de 2016 em Cingapura e que se chama Estado Islâmico em Bangladesh (ISB)", indicou o Interior em comunicado de imprensa.

As detenções foram feitas em abril e entre os detidos está o próprio Rahman Mizanur, de 31 anos.

Os outros sete detidos têm entre 26 e 30 anos, visto de trabalho em Cingapura e estavam empregados nas indústrias marítima e de construção.

Segundo Interior, "há pelo menos outros dois membros do grupo em Bangladesh".

Os detidos tentaram se unir ao EI, mas se encontraram problemas para viajar à Síria, e por isso optaram por "derrubar o governo democrático (de Bangladesh) mediante o uso da força", segundo a notificação.

Mizanur possuía uma lista de possíveis alvos com membros do governo e do exército, manuais para fabricar armas e bombas e "uma quantidade considerável de material radical" para recrutar membros e declarar um califado em Bangladesh.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos