Obama aprovará primeiro monumento pelos direitos dos homossexuais

Washington, 3 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está disposto a aprovar o primeiro monumento nacional em reconhecimento dos direitos e contribuições sociais dos homossexuais, lésbicas, bissexuais e transexuais, informou nesta terça-feira o jornal "The Washington Post".

Delimitado pelos espaços do histórico bairro nova-iorquino de Greenwich Village, berço da liberação e do movimento homossexual americano, o monumento ressaltará uma área urbana moderna, ao contrário da maioria dos monumentos nacionais do país, dedicados a paisagens selvagens icônicas ou locais históricos.

As autoridades federais, entre elas a secretária de Interior, Sally Jewell; o diretor do Serviço de Parques Nacionais, Jonathan B. Jarvis, e o congressista democrata por Nova York, Jerrold Nadler, participarão da próxima semana de um encontro no qual a proposta será detalhada.

Se tudo correr como esperado, segundo o jornal, Obama designará parte do bairro de Greenwich Village como Parque Nacional no próximo mês, quando se lembra o orgulho gay.

Os protestos nessa área de Nova York, que duraram vários dias, começaram na madrugada de 28 de junho de 1969, depois que a polícia fez uma batida no bar Stonewall Inn, que era frequentado por homens homossexuais.

A designação pode coincidir com o primeiro aniversário da decisão do Supremo Tribunal americano, de 26 de junho do ano passado, que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país, um marco histórico nos direitos dos homossexuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos