Estado Islâmico executa dirigente da Frente al Nusra no sul de Damasco

Beirute, 4 mai (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) executou nesta quarta-feira um dirigente da organização rival Frente al Nusra, filial da Al Qaeda na Síria, no sul de Damasco, informaram os próprios jihadistas e o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O EI publicou na internet três fotos de sua vítima, que identificou como Abu Muyahed al Baqai, "responsável pelos assassinatos da Frente al Nusra no acampamento de Al Yarmouk".

O EI faz referência na mensagem a Abu Mohammed al Yulani, um dos líderes da Frente al Nusra. Os dois grupos se enfrentam no interior do campo de refugiados palestinos de Al Yarmouk, no sul de Damasco, há vários meses.

Nas duas primeiras fotos, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, Al Baqai aparece com olhos vendados e vestido com um macacão laranja diante de dois membros do EI, que carregam fuzis e armas brancas. A terceira imagem mostra o suposto corpo do líder da Frente al Nusra, com uma poça de sangue no chão.

O EI não explicou como Al Baqai foi assassinado, mas o Observatório Sírio afirmou que o líder da filial da Al Qaeda na Síria morreu com um tiro na cabeça.

A ONG acrescentou que Al Baqai era o responsável pelas operações de assassinato da Frente al Nusra no campo de refugiados palestinos e no sul da capital síria.

Há meses, a Frente al Nusra e o EI lutam no interior de Al Yarmouk, que fica a apenas cinco quilômetros de Damasco.

Ambas as organizações nasceram ligadas à Al Qaeda, mas o EI se separou do grupo de Ayman al Zawahiri depois de o líder terrorista ter ordenado que os jihadistas limitassem sua atuação ao Iraque e não operassem na Síria, território da Frente al Nusra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos