Sobrinha de ex-líder chinês Deng Xiaoping aparece nos Panamá Papers

Pequim, 4 mai (EFE).- Uma sobrinha do ex-líder chinês Deng Xiaoping, o arquiteto das reformas que abriram o gigante asiático à economia de mercado, aparece nos chamados Panamá Papers, informou nesta quarta-feira o jornal de Hong Kong "South China Morning Post" (SCMP).

Estes documentos, acrescentou o jornal - um dos que publicou estas informações sobre empresas off shore junto com o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, também incluem o nome do genro de Jia Qinglin, alto cargo da hierarquia comunista chinesa na década passada.

A China é o país que mais tem cidadãos na lista de titulares de empresas registradas em paraísos fiscais e administradas pelo escritório panamenho Mossack Fonseca, origem dos documentos vazados, que tinha no escritório de Hong Kong sua maior sede na Ásia.

Li Xiaobing, a sobrinha de Deng, e seu marido, Wallace Yu Yiping, estão nos Panamá Papers como diretores de uma empresa chamada Water Enterprises, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, acrescentou o jornal.

Esta empresa, vinculada à engarrafadora chinesa Tibete Water Resources, compartilhava endereço nesse paraíso fiscal com outra companhia chamada Galaxy Space Management, propriedade de Yu.

Yu foi um dos co-fundadores da Tibete Water Resources, uma das maiores empresas do setor na China e que é cotada na Bolsa de Hong Kong através de uma firma constituída nas Ilhas Cayman.

Segundo o SCMP, a presença da sobrinha de Deng nos papéis poderia se dever à legislação chinesa, que impede que suas empresas saiam à bolsa fora de seu território, por isso as que desejam cotar em pregões como o de Hong Kong - que não segue as normas de Pequim - precisam constituir filiais em outros países.

Junto da sobrinha do líder chinês entre o final dos anos 70 e o começo da década de 90, o SCMP divulgou hoje que outro proprietário de off shores era o genro de Jia Qinglin, que presidiu a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês - semelhante a uma câmara alta no Legislativo do país - entre 2008 e 2013.

Li Pak-tam, o genro de Jia, foi proprietário de uma empresa das Ilhas Virgens Britânicas chamada Fung Shing Development, estabelecida em 2000 e que foi transferida quatro ano depois por US$ 1.

Sua filha Li Zidan (ou Jasmine Li), neta de Jia Qinglin, era proprietária de outras duas empresas radicadas nas Ilhas Virgens, segundo o jornal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos