Al Qaeda começa a se retirar de 2 importantes regiões do sul do Iêmen

Sana, 5 mai (EFE).- A organização terrorista Al Qaeda na Península Arábica começou nesta quinta-feira a se retirar da capital da província de Abien, no sul do Iêmen, e de uma cidade vizinha, após fechar um acordo com mediadores tribais.

Fontes tribais informaram à Agência Efe que dezenas de combatentes do grupo extremista já abandonaram Zinyibar, capital de Abien, assim como a população vizinha de Yaar, em veículos carregados com armamento.

Os membros de Al Qaeda se dirigem para zonas montanhosas remotas do norte de Abien, localizadas a cerca de 60 quilômetros a leste do porto de Áden, capital da província homônima e atual sede provisória do governo iemenita.

Os dirigentes tribais fecharam um acordo que estipula a saída de Al Qaeda para evitar confrontos com as forças leais ao presidente iemenita, Abdo Rabbo Mansour Hadi.

Além disso, as fontes asseguraram que os extremistas evacuaram os prédios governamentais e os entregaram aos dirigentes tribais.

O convênio firmado com os chefes locais estipula que os jihadistas sairão em grupos e que não serão bombardeados durante sua retirada, nem pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita nem por aviões não tripulados dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos