Assad compara Aleppo com Stalingrado em mensagem a Putin

Beirute, 5 mai (EFE).- O presidente sírio, Bashar al-Assad, comparou nesta quinta-feira a população de Aleppo com Stalingrado e avisou que não aceitará menos do que a vitória, em um telegrama enviado a seu colega russo, Vladimir Putin.

"Aleppo abraça a heroica Stalingrado e assegura que apesar da ferocidade dos inimigos e da dureza da agressão, e apesar da magnitude dos sacrifícios e das dores, nossas cidades e povoados, e nosso Exército e povo não aceitarão menos do que a derrota dessa agressão e conseguir a vitória", afirmou Al Assad.

Na mensagem, publicada na página do Facebook da presidência síria, o líder árabe destacou que dito triunfo será pelo bem da Síria, da região e do resto do mundo.

Assad lembrou em sua nota "as nobres posturas da Rússia e sua ajuda ao povo sírio para fazer frente ao terrorismo".

Segundo sua opinião, a atitude russa é "uma continuação natural do que se conhece sobre o povo russo e sua luta contra a injustiça e a agressão, e seu apoio às causas justas dos povos".

Rússia e Irã são os dois principais aliados internacionais do governo de Damasco.

Ontem à noite, Moscou e EUA, que respalda a oposição, alcançaram um acordo para uma trégua de 48 horas a partir de hoje na cidade de Aleppo, castigada pela violência nos últimos dias.

Stalingrado foi palco da mais cruel batalha da Segunda Guerra Mundial entre junho de 1942 e fevereiro de 1943, onde morreram mais de dois milhões de soldados soviéticos e alemães.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos