Israel revela detenção de membro do Hamas que deu pistas sobre túneis

Jerusalém, 5 mai (EFE).- Forças de segurança de Israel apontaram nesta quinta-feira a detenção de um membro do braço armado do movimento islamita Hamas que teria revelado ao serviço de inteligência informações sobre túneis na fronteira com Gaza.

O palestino detido foi identificado pelo Exército israelense como Mahmoud Atuna, de 29 anos, residente de Jabalya, no norte de Gaza, detido no mês de abril após atravessar a fronteira da Faixa com Israel armado com duas facas.

Conforme um comunicado das Forças Armadas de Israel, nos interrogatórios "Atuna admitiu que planejava atacar soldados e civis após atravessar para Israel".

O Exército israelense também indicou que Atuna fazia parte das Brigadas Ezedin al-Qassam, braço armado do Hamas, e que estava envolvido na colocação de artefatos explosivos cujos alvos eram soldados israelenses.

Tanto o Exército como os organismos de inteligência interior, o Shin Bet, precisaram que sua atividade principal dentro da organização girava sobre os túneis subterrâneos cavados na zona da divisória, da qual ofereceu detalhada informação.

Estes túneis, precisa a nota, eram usados por agentes operacionais da unidade chamada "Nakba", encarregados de realizar ataques dentro de Israel.

O detido teria dado pistas sobre os lugares de escavação dos túneis e algumas saídas, assim como que os mesmos incluíam diferentes áreas, como zonas para comer, para comodidade dos milicianos.

Atuna deu nomes de antigos colaboradores, assim como lugares de armazenamento de armas, como sua própria residência, e o tipo de explosivos, munição e armamento que empregava o grupo.

Meios de comunicação associados com o movimento nacionalista palestino Fatah informaram no mês passado que um destacado membro da unidade de túneis do Hamas tinha se entregado a Israel, extremo que o movimento islamita negou e se distanciou do indivíduo ao assegurar que se tratava de um civil que tinha cruzado a cerca rumo a território israelense.

O detido foi formalmente acusado de vários crimes relacionados com atividades ofensivas e de pertencer a uma organização ilegal por um tribunal da cidade de Be'er Sheva, no sul de Israel.

O Exército israelense informou sobre a localização de um túnel de cerca de 30 metros de profundidade cavado entre Gaza e o território de Israel, anúncio que coincide com um intensificação da tensão há dois dias entre milícias palestinas e tropas israelenses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos