Desconhecidos matam diretor da Prisão Central de Áden, no Iêmen

Sana, 6 mai (EFE).- Dois pistoleiros mataram nesta sexta-feira o diretor da Prisão Central da cidade de Áden, a segunda maior cidade do Iêmen e atual sede do governo do presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi.

Fontes de segurança disseram à Agência Efe que dois homens em uma motocicleta abriram fogo contra Wahad Aun, quando este estava em frente a sua casa, no bairro de Al Mansura, no norte de Áden.

No ataque foi morto, além disso, o guarda-costas pessoal de Aun.

Várias personalidades políticas e responsáveis de segurança foram assassinados nesta cidade nos últimos meses.

Em outro incidente no país, pelo menos três pessoas morreram hoje e 18 ficaram feridas pela explosão de um bomba em um mercado popular de qat, uma droga suave consumida no Iêmen, na cidade de Marib, informaram à Efe testemunhas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos