"Faz muito que não bebo", diz Gerárd Depardieu

Paris, 6 mai (EFE).- O ator francês Gérard Depardieu, que no passado afirmou que podia consumir até 14 garrafas de álcool em um dia, afirmou nesta sexta-feira que faz muito que não bebe e que deixou de ver prazer na bebida.

"Não gosto da embriaguez. Os medos se escondem e já não consigo encontrar prazer", indicou em uma longa entrevista ao jornal "Le Parisien" um Depardieu que já protagonizou famosas cenas embriagado em aeroportos e acidentes de trânsito com mais álcool no sangue do que o permitido para circular.

Depardieu, protagonista da nova série de Netflix "Marselha", assegura que "tenta ter o máximo respeito" pelo o que a vida lhe fornece, e que embora não sabe se isso significa "estar feliz", "faz parte da felicidade".

O intérprete se diz alheio às novas tecnologias, não tem smartphone, não usa email e não possui contas em redes sociais como Facebook, e assegura ser um ator sem caprichos e com quem é "fácil" trabalhar.

Seu limite nas rodagens, segundo aponta, são as cenas de estupro ("A rejeição. Não gosto de quem bate em mulher") e quando roda também não é partidário de olhar o que foi gravado, ao afirmar que não é "fã" de sua própria imagem.

O polêmico e aplaudido ator, que tem a nacionalidade russa, admite ter uma "relação particular" com o presidente russo, Vladimir Putin, que dá "lições de geopolítica" e que é visto como um dos poucos políticos que merecem seu respeito.

"Deu aos russos, a seu povo, a possibilidade de recuperar suas terras, de trabalhar. É um homem interessante, independentemente do que digam os veículos de imprensa", sustentou ao "Le Parisien".

Por fim Depardieu, com 51 anos de carreira, disse que está tentando se desfazer de todos seus bens.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos