Vítima não reconhece acusado e processo por abuso sexual em Colônia fracassa

Berlim, 6 mai (EFE).- O primeiro processo por abuso sexual relacionado com o escândalo da noite de Ano Novo na cidade alemã de Colônia fracassou porque a vítima não conseguiu reconhecer o acusado durante o julgamento.

Perante isso, a promotoria optou por retirar as acusações por abuso sexual e se limitou às acusações de tráfico de material roubado e tentativa de roubo.

Por ditas acusações, a promotoria pediu uma pena de sete meses de prisão para o acusado, identificado como Farouk B, de 26 anos. O tribunal ditou uma condenação de seis meses, conversível por liberdade condicional.

O irmão mais novo de Farouk B. também foi condenado pelos mesmos crimes à mesma pena.

Farouk B. estava em posse do telefone celular de sua suposta vítima, mas garantiu, através de seu advogado, tê-lo comprado de um amigo.

Além disso, aceitou que tentou roubar um carro depois que a polícia o surpreendeu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos