Bombardeio da coalizão mata 48 membros do EI na Síria

Istambul, 7 mai (EFE).- Pelo menos 48 militantes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram em bombardeios da coalizão internacional no norte da Síria, informou neste sábado a emissora turca "NTV", que citou um comunicado da cúpula militar da Turquia.

Segundo o comunicado, aviões F-16 e A-10 realizaram três ataques entre 2h47 e 4h41 (23h47 de sexta e 1h41 deste sábado em Brasília), contra posições do EI ao nordeste de Aleppo, na única área síria na fronteira com a Turquia que ainda permanece em poder do jihadistas.

A operação fazia parte de uma missão de apoio às milícias rebeldes que combatem o EI ali, e forçou os jihadistas a interromper seus ataques e a se retirarem.

Um comunicado do Estado-Maior turco informou que as patrulhas fronteiriças turcas abateram ontem cinco jihadistas estrangeiros que tentavam atravessar clandestinamente da Turquia à Síria.

A operação aconteceu no distrito de Oguzeli, no sul da província turca de Gaziantep, e também foram detidos outros dez supostos militantes do EI, todos "estrangeiros".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos