Grupos de extrema-direita protestam em Berlim e pedem saída de Merkel

Berlim, 7 mai (EFE).- Cerca de 1.800 ultradireitistas, de acordo com a polícia, protestaram neste sábado em Berlim contra a chanceler do país, Angela Merkel, e sua gestão na crise dos refugiados, acusando-a de "trair" a pátria.

A manifestação teve início às 15h locais (10h em Brasília) em frente à estação central da capital alemã, com uma série de discursos carregados de graves ataques contra o governo de Merkel.

"Se sou chamado de nazista por defender minha pátria, que me chamem de nazista", disse uma das pessoas que discursaram em um palanque instalado no local, provocando aplausos dos presentes.

O protesto, que foi acompanhado de perto por um grande número de policiais de Berlim, teve vários momentos de tensão, especialmente quando os ultradireitistas eram confrontados por grupos contrários ao movimento ao longo do percurso.

Em frente ao parlamento alemão, os conservadores atiraram garrafas contra dezenas de contramanifestantes, que defendem uma Berlim "mista e aberta ao mundo".

Entre os gritos mais repetidos pelos ultradireitistas, destaque para as palavras "resistência" e "expulsão", ambas em relação à chegada de estrangeiros na Alemanha. Além disso, o slogan da marcha era um dos mais entoados no protesto: "Merkel deve sair".

Apesar de os conservadores terem convocado as famílias alemãs a se unirem o protesto, a maioria dos participantes fazia parte de grupos de jovens adultos, principalmente homens, muitos deles com a cabeça raspada e usando roupas negras.

Também participaram do ato grupos de idosos, que levavam símbolos da extinta República Democrática Alemã (RDA), a Alemanha Oriental, e pessoas com camisetas com o rosto do presidente da Rússia, Vladimir Putin. Além disso, havia bandeiras do Sacro Império Romano Germânico, fórmulas típicas usadas para evitar a proibição de exibir os símbolos nazistas no país.

A chegada de 1,1 milhão de refugiados no ano passado na Alemanha polarizou a população do país e deu fôlego ao discurso da extrema-direita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos