Tsipras defende no parlamento grego a "necessária" reforma da previdência

Atenas, 8 mai (EFE).- O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, defendeu neste domingo no parlamento do país a reforma previdencial e fiscal que o governo pretende aprovar na noite de hoje para cumprir com os compromissos firmados com os credores.

"Nos comprometemos em reformar o sistema de previdência sem reduzir as pensões principais e conseguimos. O sistema precisa de uma reforma porque é complexo, socialmente injusto e clientelista. E não corresponde ao estado financeiro do país", disse Tsipras.

O primeiro-ministro ressaltou que o sistema que pretende aprovar hoje é "sustentável". E prometeu que, para mais de dois milhões de aposentados, não haverá nem um euro de corte em suas aposentadorias.

"O sistema de previdência que aprovamos hoje tem como objetivo chegar a um sistema sustentável que garanta as aposentadorias com justiça social", concluiu Tsipras.

O líder do Syriza se defendeu das acusações do principal partido da oposição, o Nova Democracia, que comandou o país entre 2012 e 2015, ressaltando que os adversários aprovaram "impostos e cortes de 63 bilhões de euros entre 2010 e 2013".

A lei que o governo pretende aprovar contempla as reformas da previdência e dos impostos diretos e indiretos. Com a medida, Tsipras quer economizar 5,4 bilhões de euros por ano para conseguir, em 2018, um superávit primário de 3,5% do PIB, como prevê o programa do terceiro resgate financeiro firmado com os credores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos