Geórgia lembra de cidadãos mortos na guerra contra o nazismo

Tbilisi, 9 mai (EFE).- A Geórgia lembrou nesta segunda-feira seus cidadãs mortos durante o nazismo na Segunda Guerra Mundial, com vários atos em Tbilisi e em outras cidades desta república ex-soviética.

O presidente, Georgi Margvelashvili, e o primeiro-ministro, Georgi Kvirikashvili, depositaram oferendas florais em cerimônia realizada no parque da Victoria da capital.

"Nós, os georgianos, que somos uma pequena nação em termos de população, podemos dizer com orgulho que tivemos uma contribuição significativa na vitória" contra a Alemanha nazista, afirmou o presidente georgiano.

A Geórgia, que então fazia parte da União Soviética, enviou à frente de combate 700 mil soldados, dos quais morreram 300 mil, o que representa a maior proporção de perdas entre todas as ex-repúblicas soviéticas.

Atualmente só sobrevivem neste país 1,3 mil veteranos daquela disputa, que no conjunto da URSS tirou 26 milhões de vidas.

Também na cidade de Gori, estado ou região de origem do então líder soviético Iosif Stalin, situada a 80 quilômetros ao oeste de Tbilisi, aconteceu uma manifestação comemorativa da guerra.

Os participantes se congregaram junto à casa museu do ditador, para prestar homenagem aos mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos