Ataque com carro-bomba contra polícia causa pânico na Turquia

Ancara, 10 mai (EFE).- Um ataque com um carro-bomba contra um veículo da polícia semeou o pânico nesta terça-feira em Diyarbakir, no sudeste da Turquia, deixando vários feridos, embora ainda não haja confirmação de possíveis vítimas mortais, informaram as emissoras de notícias turcas.

A explosão, atribuída pela imprensa local a um ataque do Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), a guerrilha curda, foi ouvida a uma distância de entre dois e três quilômetros de distância.

Várias ambulâncias foram ao local, onde também pode haver civis feridos, informou a emissora "CNNTÜRK", que falou em 15 policiais feridos.

Segundo as primeiras informações, o carro-bomba explodiu às 13h30 (10h30 em Brasília), detonado na passagem de um ônibus da polícia, a 200 metros da delegacia, em um bairro da parte moderna de Diyarbakir, cidade de quase um milhão de habitantes e considerada "capital" das regiões curdas da Turquia.

Nos últimos meses foram registrados combates quase diários no bairro antigo da cidade, entre as forças da ordem e jovens simpatizantes do PKK, entrincheirado em várias ruas, onde construíram barricadas e utilizam armas automáticas e explosivos caseiros.

Em 31 de março, outro ataque do PKK com um carro-bomba contra um ônibus da polícia em Diyarbakir, detonado por controle remoto, matou sete policiais, e feriu 13 agentes e 14 civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos