Fortes tempestades e inundações no sul da China deixam 66 mortos

Pequim, 11 mai (EFE).- Pelo menos 66 pessoas morreram, 11 estão desaparecidas e 95 mil tiveram que ser evacuadas devido às fortes tempestades e inundações que castigam desde o final de semana passado o sul da China, informou nesta quarta-feira o Ministério de Assuntos Civis.

Mais de 4,66 milhões de pessoas foram afetadas por este mau tempo na metade sul do país, onde 5,2 mil casas ficaram destruídas e 74 mil sofreram danos, destacaram as estatísticas da instituição oficial.

As fortes chuvas e as enchentes provocadas em algumas zonas danificaram 268 mil hectares de cultivos, das quais 28,3 mil ficaram totalmente destruídos, e são calculadas perdas econômicas totais de cerca de 5,33 bilhões de iuanes (US$ 820 milhões), destacou o Ministério.

Uma das províncias mais afetadas por estas recentes catástrofes naturais foi a litorânea de Fujian, onde pelo menos 35 pessoas faleceram e uma segue desaparecida após um deslizamento de terras que sepultou as obras de construção de uma central hidrelétrica no domingo.

A China meridional está começando sua temporada de chuvas, na qual são frequentes todos os anos desastres naturais como inundações e tufões, que causam a morte de centenas de pessoas.

Neste ano os meteorologistas chineses já advertiram em meses prévios que pode ocorrer uma das piores temporadas de chuvas devido ao efeito do fenômeno meteorológico conhecido como El Niño.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos