Morre o único ginecologista que restava em subúrbio de Damasco, na Síria

Beirute, 11 mai (EFE).- O ginecologista Nabil Daas, o último especialista deste tipo que havia na região de Ghouta Oriental, reduto opositor nos arredores de Damasco, na Síria, morreu nesta quarta-feira devido aos ferimentos sofridos durante os recentes enfrentamentos entre diferentes facções rebeldes nessa região.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou que Daas ficou ferido há dias na cidade de Duma pelo fogo cruzado dos combates entre os grupos Legião da Misericórdia e Exército de Al Fustat, por um lado, e o Exército do Islã, por outro.

A cidade de Duma, situada ao norte de Damasco, é a maior de Ghouta Oriental e reduto do Exército do Islã.

Nas últimas semanas, essa área foi cenário de enfrentamentos entre esses grupos armados.

O Exército de Al Fustat está vinculado com a Frente al Nusra, grupo jihadista sírio ligado à Al Qaeda.

Os centros de saúde e o pessoal médico se transformaram em alvo de ataques no conflito sírio.

Em 27 de abril, o último pediatra que havia na cidade de Aleppo, no norte da Síria, morreu em um bombardeio contra o hospital de Al Quds.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos