ONU propõe acordo global para combater propaganda terrorista

Nações Unidas, 11 mai (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU pediu nesta quarta-feira para que seja evitada a associação do terrorismo com uma determinada religião e delegou a um comitê especial a elaboração de um acordo global para combater a propaganda de grupos extremistas.

O acordo está contido em uma declaração da presidência do Conselho de Segurança, neste mês a cargo do Egito, feita durante um debate convocado para analisar fundamentalmente o uso da propaganda e da internet por grupos terroristas.

De acordo com o documento, para o Conselho "o terrorismo não pode e nem deve ser associado a nenhuma religião, nacionalidade ou civilização, e destaca a importância de se promover a tolerância e o diálogo inter-religioso".

O texto também critica a "narrativa distorcida" e a "má interpretação" da religião feita por grupos como o Estado Islâmico (EI) e Al Qaeda e que os permite o recrutamento de soldados para apoiar e financiar sua luta.

Esse documento expressa a necessidade urgente de coordenar ações para o uso de ferramentas como a internet em ações terroristas, assim como desenvolver programas para combater a propaganda dos grupos.

O Conselho de Segurança pede ao Comitê contra o Terrorismo da ONU para que, em consultas com agências das Nações Unidas e países interessados, apresente uma proposta para tentar unificar posições.

Esse comitê deve apresentar antes do dia 30 de abril de 2017 um "marco internacional amplo" que inclua recomendações para combater os argumentos de grupos que motivam e recrutam pessoas para cometer atos terroristas.

A declaração lembra a obrigação dos Estados-membros da ONU de "abster-se de oferecer qualquer tipo de apoio, ativo ou passivo", a grupos terroristas ou associações vinculadas, "inclusive reprimindo o recrutamento" de seus soldados.

A declaração foi aprovada em sessão presidida pelo ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry, que pediu aos reunidos que ficassem de pé para um momento de silêncio em lembrança às vítimas do terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos