Temer definirá ministério quando Dilma for afastada oficialmente, diz Jucá

Brasília, 11 mai (EFE).- O vice-presidente Michel Temer definirá os ministros de seu possível governo quando a presidente Dilma Rousseff for oficialmente afastada de seu cargo, uma decisão que pode ocorrer ainda nesta quarta-feira se o Senado aprovar a abertura de um julgamento político, informou o senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Um dos aliados mais próximos de Temer, Jucá afirmou que ainda não foi feito nenhum "convite formal" para ocupar uma pasta caso o vice-presidente assuma o governo após uma eventual suspensão de Dilma.

"A composição do gabinete apenas será definida e fechada quando a suspensão (de Dilma) estiver no Diário Oficial. Em política tudo pode acontecer", declarou.

Nas últimas semanas foram especulados diversos nomes para ocupar ministérios em um possível governo Temer, entre eles o de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, para a pasta da Fazenda, e o do próprio Juca, na de Planejamento.

Investigado por corrupção pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Jucá afirmou que Temer está trabalhando para "traçar um novo cenário no Brasil", inclusive "nas relações internacionais", e reiterou que o próximo governo não vai cortar programas sociais, como Dilma repetiu em seus últimos discursos.

O senador participa da sessão iniciada hoje que decidirá se existem méritos jurídicos para a abertura de um julgamento político visando o impeachment da presidente por maquiagens nas contas públicas de 2014 e 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos