Chanceler espanhol mostra preocupação com situação política no Brasil

Quito, 12 mai (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo, mostrou nesta quinta-feira a preocupação de seu governo com a situação política do Brasil após o afastamento da presidente Dilma Rousseff - que será julgada no Senado e pode ter o mandato cassado.

Em entrevista coletiva em Quito, no Equador, o chanceler afirmou que o Brasil "é um aliado capital para a Espanha em termos políticos e econômicos" e tem volume de investimento espanhol de US$ 85 bilhões.

García-Margallo ressaltou que o país ocupa "uma posição de liderança" no contexto de um possível acordo comercial entre a UE e o Mercosul e ressaltou que este pacto é "uma das prioridades" e um dos "eixos básicos da política externa espanhola".

O chanceler, no entanto, disse que o governo espanhol encara o julgamento político de Dilma como um "tema brasileiro que deverá ser resolvido pelos próprios brasileiros".

"Desejamos que o resolvam o mais rápido possível e da maneira mais satisfatória para os interesse gerais do Brasil", frisou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos