Dilma recebe notificação e é oficialmente afastada da presidência

Brasília, 12 mai (EFE).- A presidente Dilma Rousseff recebeu na manhã desta quinta-feira a notificação oficial de que o Senado decidiu submetê-la a um julgamento político, e com isso está oficialmente afastada de seu cargo.

A notificação foi entregue pelo senador Vicentinho Alves (PR-TO), primeiro-secretário do Senado, no escritório que até hoje era ocupado por Dilma no Palácio do Planalto e no qual vai se instalar à tarde o vice-presidente Michel Temer, que a substituirá de forma interina enquanto o processo do julgamento se desenvolve - o que pode levar até 180 dias.

Após entregar o documento a Dilma, Vicentinho Alves seguiu rumo ao Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência, para cumprir um trâmite similar e lhe informará oficialmente sobre a decisão do Senado, que o transforma em presidente interino do Brasil.

Por uma questão de "respeito", no momento em que a governante recebeu o documento, não foi permitida a presença de jornalistas e cinegrafistas.

Após fazer um discurso no Palácio do Planalto, acompanhada por correligionários e alguns dos que foram ministros de seu governo, Dilma seguirá ao Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência e onde continuará a morar durante o processo.

Caso seja absolvida no julgamento, no qual responderá pelas chamadas "pedaladas fiscais" do governo em 2014 e 2015, Dilma reassumirá o poder assim que divulgada a sentença. No entanto, se ela for cassada, Temer cumprirá o restante do mandato, que termina em 1º de janeiro de 2019.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos