Chanceler diz que Argentina tem "profunda preocupação" por situação no Brasil

Buenos Aires, 13 mai (EFE).- A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Susana Malcorra, destacou nesta sexta-feira sua "profunda preocupação" institucional e pessoal produzida pela situação de instabilidade no Brasil, depois de o Senado ter aprovado ontem o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

"O Brasil é um jogador que condiciona e define nossa capacidade de fazer as coisas, com o qual somos unidos pela amizade, tradição e história, e que está passando por situação de crise que nos afeta, nos impacta e nos dói", disse a ministra à emissora "TN".

Para Malcorra, Dilma está passando por um momento "muito duro" depois de ter sido afastada das funções temporariamente dentro do processo de impeachment, algo que, avaliou, pode ter sido potencializado pelo fato de a presidente se mulher.

"Às vezes me pergunto se a questão de gênero não é um elemento de consideração nesses processos tão duros. Talvez se o gênero fosse diferente, os processos seriam diferentes", indicou.

A chanceler revelou que a Argetina esteve em "permanente contato" com o Brasil durante a crise e que o presidente do país, Mauricio Macri, conversou com Dilma por telefone nas últimas semanas.

Nesse sentido, Malcorra afirmou que a Argentina seguiu e avaliou muito de perto todo o processo, que, apesar de "ter cumprido as pautas estabelecidas dentro da legalidade", há uma "séria questão sobre a sua legitimidade".

Além disso, destacou que espera que a situação seja concluída o mais rápido possível. Para ela, quanto mais tempo ela se estender, mais o Brasil afundará na crise, afetando as "necessidades e ansiedades" dos cidadãos do país e de toda a região.

Caso ocorresse um "gatilho" que violente os processos de legalidade democrática, a chanceler afirmou que, em um primeiro momento, a Argentina manterá a produência, o respeito e a mesma posição de acompanhar o país.

"Também não vamos nos apressar, porque isso pode precipitar coisas que podem terminar jogando contra os interesses do próprio Brasil", destacou Malcorra.

A ministra revelou que pediu para conversar com o novo ministro das Relações do Brasil, José Serra, diálogo que espera ser realizado durante o fim de semana. O objetivo é "estabelecer os vínculos institucionais que correspondam às autoridades políticas brasileiras", explicou a chanceler.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos