Ex-vigilante que matou jovem negro nos EUA volta a colocar arma em leilão

Miami, 13 mai (EFE).- O ex-vigilante voluntário George Zimmerman colocou novamente à venda na internet a arma com a qual matou em 2012 o adolescente negro desarmado de 17 anos Trayvon Martin, apesar de a pistola ter sido retirada nesta quinta-feira de um leilão anterior em outro site.

O novo site onde a arma é leiloada, o United Gun Group, já recebeu mais de mil ofertas e a mais alta, realizada hoje, chega a US$ 65 milhões, e corresponde a um usuário identificado como Craig Bryant, embora o canal de televisão "CNBC" afirme que não é possivel verificar a veracidade das propostas.

Um usuário com o nome Jeff P. lamentou o preço alcançado pela proposta, pois gostaria de fazer uma "oferta legítima" e pediu a Zimmerman que entrasse em contato com ele através de e-mail para poder comprar a arma.

Outro usuário, chamado Michael Handiboe, que qualificou a iniciativa do ex-vigilante como "genial", disse esperar que a proposta seja "milionária" e afirmou que não entende os motivos que levaram o site Gun Broker a retirar o leilão.

O ex-vigilante voluntário havia colocado a arma, uma Kel-Tec PF-9 9mm, à venda na página Gun Broker na quarta-feira com um preço mínimo de saída de US$ 5 mil, mas o item foi retirado do leilão pela empresa no mesmo dia.

"A arma à venda é a que usei para defender minha vida e terminar com o brutal ataque de Trayvon Martin em 26 de fevereiro de 2012", diz Zimmerman, de 32 anos, na descrição do objeto no United Gun Group.

Neste outro site, Zimmerman copiou o texto que publicou como descrição da arma, no qual dizia que o leilão significava uma "oportunidade de possuir uma peça da história americana". O texto termina com a frase em latim "Si vis pacem, para bellum", (se quer a paz, prepare-se para a guerra).

O ex-vigilante voluntário foi absolvido em julho de 2013 da morte de Martin porque o júri popular do tribunal de Sanford, na Flórida, onde ocorreu o fato, aceitou a tese de que o atirador agiu em legítima defesa.

A morte do adolescente negro e a posterior absolvição de Zimmerman foi o primeiro de uma série de episódios que reacenderam o debate nacional sobre as relações raciais nos Estados Unidos, como a morte do jovem negro Michael Brown por um policial branco na cidade de Ferguson, no estado do Missouri.

Em sua descrição do objeto, Zimmerman explica que a arma ainda tem escrito à mão o número de caso da morte de Martin e que, após ter sido devolvida recentemente pelo Departamento de Justiça, se encontra "completamente operacional".

Zimmerman, envolvido em várias polêmicas desde que foi absolvido, já conseguiu vender vários objetos, como cópias de um quadro seu com a bandeira confederada, que durante a Guerra Civil americana foi a insígnia dos estados do Sul que defendiam a escravidão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos