Italiana se torna mulher mais velha do mundo, aos 116 anos

Em Roma

  • Antonino Di Marco/Ansa/AP

    Emma Morano, 116, posa ao lado de foto sua quando jovem, em Verbania, na Itália

    Emma Morano, 116, posa ao lado de foto sua quando jovem, em Verbania, na Itália

A italiana Emma Morano se transformou aos 116 anos na mulher mais velha do mundo, depois da morte da americana que possuía a mesma idade e que até o momento ostentava este título.

Emma substitui nessa posição a nova-iorquina Susannah Mushatt Jones, nascida em 6 de julho de 1899 e que morreu na quinta-feira passada com 116 anos e 311 dias.

Assim Emma, considerada até o momento como a "avó da Europa", ao ser a mulher mais velha do continente, alcança o primeiro posto da lista das pessoas de maior idade do planeta, elaborada pelo americano "Gerontology Research Group".

Emma Martina Luigia Morano nasceu em 29 de novembro de 1899 no município piamontês de Civiasco (noroeste). Sua mãe e sua tia superaram os 90 anos e sua irmã Ángela chegou ao centenário.

Atualmente, Emma vive junto com uma empregada doméstica, mas até há alguns meses vivia só.

Quando é perguntada pelo segredo para chegar a esta idade, Emma afirma que evita remédios, toma um pouco de "grappa", uma aguardente típico na Itália, e sobretudo come três ovos crus por dia, entre outras coisas.

Em 2011 foi distinta como Dama da Ordem do Mérito da República italiana e por ocasião de seu último aniversário, recebeu a felicitação do atual chefe do Estado, Sergio Mattarella, e do próprio papa Francisco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos