Cardeais não testemunharão em julgamento "Vatileaks 2"

Cidade do Vaticano, 14 mai (EFE).- O secretário de Estado vaticano, Pietro Parolin, o cardeal espanhol Santos Abril e Castelló e o esmoleiro pontifício, Konrad Krajewski, se acolheram a um artigo do Código Penal Vaticano para não ter que prestar depoimento no caso conhecido como "Vatileaks2".

Os dois cardeais e o monsenhor polonês tinham sido citados a prestar depoimento por parte de uma das acusadas - Francesca Chaouqui-, no julgamento realizado no Vaticano contra outras quatro pessoas por vazamento e publicação de documentos.

Os três se apoiaram no artigo 248.2 do código de Procedimento Penal do Vaticano no qual se lê que os "oficiais públicos não devem ser obrigados a prestar depoimento sobre os assuntos de trabalho, salvo em casos onde a autoridade pública é obrigada publicamente".

Em 7 de dezembro, durante a terceira audiência do julgamento, o tribunal vaticano presidido pelo juiz Giuseppe Gadanha Torre admitia todas as testemunhas apresentados pelos advogados dos acusados.

A 13ª audiência realizada neste sábado começou com Torre, que leu a decisão do tribunal para o não testemunho do secretário de Estado e do cardeal espanhol, assim como do esmoleiro.

O cardeal Parolin acrescentou em seu pedido que, de qualquer maneira, sentia o dever de especificar que não tinha elementos a se referir sobre o argumento pelo qual tinha sido citado, ou seja, não sabia da relação entre os acusados: o sacerdote espanhol Lúcio Vallejo Balda e Chaouqui.

No resto da audiência foram escutados como testemunhas o bispo auxiliar de Roma, Augusto Paolo Lojudice; o responsável dos serviços informáticos da Prefeitura de Assuntos Vaticanos, Roberto Minotti e um dos responsáveis desta instituição, o sacerdote Alfredo Abbondi.

Em sua declaração, Abbondi explicou que Chaouqui estava convencida que nos escritórios da Prefeitura de Assuntos Econômicos tinham colocado microfones.

As próximas audiências serão na segunda-feira e na terça-feira. EFE

ccg/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos