Ex-candidato presidencial do Quirguistão é detido por incitar o terrorismo

Moscou, 14 mai (EFE).- O dirigente opositor e ex-candidato à Presidência do Quirguistão Nurlan Motuyev foi detido por "fazer apelos públicos ao terrorismo", informou neste sábado o Comitê Estatal de Segurança Nacional (CESN) dessa antiga república soviética em Ásia Central.

"Motuyev foi detido por fazer apelos públicos ao terrorismo. Em breve lhe será apresentada a acusação formal", disse um porta-voz do CESN à agência russa "RIA-Novosti".

Segundo a imprensa quirguiz, Motuyev, de 47 anos, fundador do Movimento Patriótico do Quirguistão, pediu apoio à organização terrorista internacional Estado Islâmico em um fórum do partido opositor Parlamento Popular.

Na quinta-feira passada três dirigentes do partido foram detidos e acusados de preparar a derrubada das autoridades constitucionais.

A organização opositora convocou para o próximo dia 17 uma grande manifestação em Biskek para exigir a renúncia do presidente quirguiz, Almazbek Atambayev.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos