Abu Sayyaf matará outro refém se resgate não for pago

Manila, 16 mai (EFE).- O grupo islamita filipino Abu Sayyaf, defensor do jihadista Estado Islâmico (EI), divulgou um vídeo no qual ameaça matar o refém canadense ou o norueguês que capturou em 2015 se não receber o resgate antes do dia 13 de junho, informou nesta segunda-feira o grupo especializado em terrorismo islâmico SITE.

"Apelo a meu governo e ao das Filipinas, como fiz antes, para que me ajudem", diz o canadense Robert Hall na gravação divulgada pelo portal do SITE.

O Abu Sayyaf exige 600 milhões de pesos (cerca de US$ 12,6 milhões) para libertar Hall e o norueguês Kjartan Sekkingstad, que aparecem no vídeo vestindo camiseta laranja e com homens armados por trás.

Ambos são companheiros do canadense John Ridsdel, morto pelo Abu Sayyaf decapitado em 25 de abril após vencer o prazo que deram para receber o dinheiro do resgate.

Este grupo islamita filipino sequestrou Hall, Sekkingstad, Ridsdel e a filipina Flor Marites no dia 21 de setembro de 2015 em um complexo hoteleiro no sudeste das Filipinas.

O governo das Filipinas e o do Canadá afirmaram publicamente que não negociam com terroristas e condenaram energicamente o assassinato de Ridsdel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos