Amigo de CR7, boxeador marroquino será julgado por agredir garçom de boate

Rabat, 16 mai (EFE).- O boxeador marroquino Badr Hari, amigo pessoal do atacante Cristiano Ronaldo, com o qual já foi visto diversas vezes em Marrakech, será julgado na terça-feira por agredir o garçom de uma boate de luxo na cidade marroquina.

De acordo com a imprensa local, o promotor apresentou nesta segunda-feira as acusações e amanhã será realizada a primeira audiência, embora o boxeador esteja em liberdade provisória.

Hari, que tem um histórico de protagonizar tumultos e agressões em lugares públicos, foi detido na noite de sábado no aeroporto Mohammed V de Casablanca ao retornar de uma viagem internacional.

O boxeador, que nos últimos meses ganhou fama mundial ao ser fotografado ao lado de Cristiano Ronaldo em vários lugares de Marrakech, disse à polícia que agrediu o garçom da boate So Lounge porque "perdeu os nervos" após o funcionário o pedir insistentemente parar falar com uma cliente que queria conhecê-lo.

O garçom agredido, que posteriormente denunciou o boxeador, precisou ficar 22 dias sem trabalhar devido às consequências dos golpes.

Em outubro do ano passado, Hari foi gravado na recepção de um hotel de Marrakech enquanto agredia o recepcionista, segundo mostraram as imagens das câmeras de segurança do hotel, mas não houve denúncia contra o boxeador desta vez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos