Renzi vincula candidatura de Trump com "tempo do medo"

Roma, 17 mai (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse nesta terça-feira que a candidatura do aspirante republicano à Casa Blanca Donald Trump é fruto de um contexto internacional que prioriza "o medo" e que há um ano não teria dado crédito a esse "fenômeno".

"Em nível internacional. estamos vivendo um tempo muito particular: se em 25 de agosto, em minha visita a L'Aquila, me tivessem dito que nas eleições americanas ia ocorrer um fenômeno como Trump não teria apostado um euro", sustentou Renzi durante uma visita realizada hoje a esta cidade italiana.

Segundo sua opinião, o apoio ao polêmico empresário entre alguns setores da sociedade americano ocorre porque o mundo vive um momento no qual "está priorizando o tempo do medo e não o da coragem".

Durante a campanha para as primárias do partido republicano, Trump disparou contra os imigrantes ilegais.

Além disso, lançou propostas como a de conter a imigração com a construção de um muro na fronteira com o México, pago por este país, e a de fechar as mesquitas nos Estados Unidos e atacar as fontes de petróleo e os ativos que financiam o jihadista Estado Islâmico para acabar com o terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos