Israel liberta palestino que fez greve de fome por 94 dias

Ramala, 19 mai (EFE).- Israel libertou nesta quinta-feira o preso palestino Mohammed Al Qeiq, que fez uma greve de fome de 94 dias até o último mês de fevereiro para exigir o fim de sua detenção administrativa, informaram à Agência Efe fontes da família.

Al Qeiq chegou esta tarde à aldeia de Dura, no distrito cisjordaniano de Hebron, após ter permanecido em um centro médico da cidade israelense de Ramle, onde se encontrava desde que realizou a greve em protesto por sua detenção em 21 de novembro do ano passado.

A greve, que lhe levou até o limite de suas possibilidades e lhe causou danos irreversíveis, segundo disseram os médicos então, atraiu a atenção das autoridades políticas e judiciais em Israel, que lhe ofereceram a transferência a um hospital em Jerusalém Oriental em troca do fim do protesto.

"Tinha que ter saído no sábado, está bem, pode comer e caminhar um pouquinho", afirmou à Efe sua mulher Faiha Shalash.

Sua esposa acrescentou que Al Qeiq passará o fim de semana em casa e o levará para uma revisão médica para averiguar seu estado.

A mulher explicou que inicialmente ele deveria ter sido deixado em liberdade no sábado, mas, por tratar-se de um dia de descanso no judaísmo, o libertaram esta tarde perto do assentamento judaico de Bet Jagai, em Hebron.

Correspondente de um meio saudita, Al Qeiq foi detido em Ramala em relação com a onda de violência que sacode a região desde outubro, e era acusado por Israel de instigação à violência e de "atividades terroristas" a serviço do movimento islamita Hamas.

Israel lhe impôs a detenção administrativa durante seis meses, uma problemática condição legal que não exige o indiciamento do detido e que pode ser renovada várias vezes.

Segundo a agência local "Maan", em Israel estão detidos atualmente outros 750 palestinos aos quais se aplicou esta condição legal, duramente criticada por ONG de direitos humanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos