UE impõe novas sanções a 18 pessoas e uma entidade da Coreia do Norte

Bruxelas, 19 mai (EFE).- A União Europeia (UE) impôs nesta quinta-feira sanções contra 18 pessoas e uma entidade da Coreia do Norte por pelos últimos testes nucleares e de mísseis realizados por Pyongyang, informou o Conselho da União.

As pessoas às quais a UE impôs sanções são principalmente funcionários militares de alta categoria norte-coreanos envolvidos em organizações chave na hora de respaldar ou promover os programas nuclear, de mísseis balísticos e de outras armas de destruição em massa do regime de Pyongyang, indicou a instituição que representa os países-membros.

Por sua vez, a entidade que se soma à lista negra da UE está "envolvida no desenvolvimento e na implementação operacional" de programas de mísseis balísticos e de outras armas de destruição em massa", acrescentou o Conselho.

As sanções da UE consistem na proibição de entrar em território comunitário e no congelamento de ativos.

A decisão, adotada por procedimento escrito e que entrará em vigor amanhã quando for publicada no Diári Oficial da UE, eleva o número de pessoas sancionadas pela UE pelo programa nuclear norte-coreano a um total de 66 e o das entidades a 42.

As novas sanções complementam o regime de medidas restritivas imposto por várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

As sanções comunitárias contra a Coreia do Norte foram introduzidas em 2006 e a última vez que reforçou seu próprio regime foi em 31 de março ao ultrapassar uma resolução da ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos