China critica discurso inaugural da presidente taiuanesa

Pequim, 20 mai (EFE).- A China rotulou nesta sexta-feira de "ambíguo" o discurso inaugural da nova presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, sobre as relações entre Pequim e Taiwan e advertiu contra uma hipotética declaração de independência.

"O discurso foi ambíguo no ponto fundamental das relações entre os dois lados do estreito de Formosa", afirmou o Escritório de Assuntos em relação a Taiwan em comunicado.

Para Pequim, no discurso de Tsai "não houve um reconhecimento explícito do chamado Consenso de 1992 e suas implicações principais" e também não houve "propostas com medidas concretas para um desenvolvimento pacífico e estável das relações" bilaterais.

A independência de Taiwan é a maior ameaça às relações bilaterais e se o território tentasse esse caminho "não haveria paz nem estabilidade" no estreito de Formosa, se afirma no comunicado.

Tsai, do independentista Partido Democrata Progressista (PDP), assumiu hoje a presidência de Taiwan com um discurso no qual afirmou que buscará "paz e estabilidade" e consenso em seus laços com a China, embora não tenha feito um reconhecimento explícito do Consenso de 1992.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos