Dilma é recebida por ativistas em BH e pede que democracia não "seja ferida"

Belo Horizonte, 20 mai (EFE).- A presidente afastada Dilma Rousseff foi recebida calorosamente nesta sexta-feira por ativistas e manifestantes em Belo Horizonte, aos quais pediu resistência para evitar que a democracia "seja ferida".

"Agradeço a vocês pelo carinho e podem ter a certeza que nós vamos resistir. Não vamos deixar que a democracia seja ferida", declarou Dilma ao ser recebida com flores, cartazes, mensagens de apoio e abraços por cerca de 600 ativistas que se concentraram em uma praça pública do centro de Belo Horizonte.

Dilma, que foi afastada do cargo durante 180 dias para enfrentar no Senado um julgamento político que pode cassar seu mandato, participa hoje em um encontro com blogueiros e ativistas digitais em Belo Horizonte, em seu primeiro ato público desde que deixou o poder no último dia 12 de março.

"Agradeço a vocês por essa energia e por isso quero dizer: Muito obrigado, queridos", declarou.

Os manifestantes se reuniram na tarde desta sexta-feira na praça Alfonso Arinos, no centro da capital mineira, na qual os defensores da presidente afastada levavam cartazes com as mensagens "Volta Dilma" e "Fica Dilma".

Os cerca de 400 manifestantes, segundo a Polícia Militar, também realizaram um ato de repúdio contra o presidente interno Michel Temer e depois se deslocaram até a sede da Fundação Nacional da Arte (Funarte), órgão do extinto Ministério de Cultura.

A sede da Funarte em Belo Horizonte está ocupada desde o domingo passado por artistas que se manifestam contra a perda de status de Ministério da área da Cultura, que passou com o governo de Temer a ser uma secretaria subordinada à pasta de Educação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos