Eleitores republicanos querem que partido indique Trump, segundo pesquisa

Nova York, 20 mai (EFE).- A imensa maioria dos eleitores republicanos dos Estados Unidos quer que o partido indique o empresário Donald Trump como seu candidato para as eleições presidenciais de novembro, segundo uma nova pesquisa divulgada nesta sexta-feira.

Oito de cada dez eleitores republicanos apostam agora em Trump como seu candidato, mesmo que algumas de suas propostas se choquem com o partido, segundo a pesquisa publicada pelo jornal "The New York Times" e a emissora de televisão "CBS".

Além disso, 63% dos eleitores republicanos acredita que os líderes do partido deveriam deixar as diferenças de lado e unir-se por trás da candidatura de Trump, frente a 31% que opina o contrário.

No entanto, o magnata segue despertando receio no conjunto do eleitorado, já que 55% dos indagados tem uma opinião "desfavorável", enquanto 64% não acredita que seja "honesto nem confiável".

Por sua parte, Hillary Clinton é a candidata favorita para a maioria dos eleitores democratas, embora ainda siga contando com a rejeição de quase um terço dos simpatizantes de seu rival, o senador Bernie Sanders.

No entanto, em nível nacional, 52% dos eleitores tem uma opinião "desfavorável" da ex-secretária de Estado, enquanto 64% também acredita que não é "honesta e confiável", segundo a mesma pesquisa.

Em um hipotético confronto entre Hillary e Trump, 47% votaria na candidata democrata, frente a 41% que apoiaria o republicano, embora no último mês o magnata tenha conseguido diminuir a distância em quatro pontos.

A pesquisa, que foi realizada por telefone entre os dias 13 e 17 de maio entre 1.300 adultos maiores de 18 anos, tem uma margem de erro de três pontos percentuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos