Líderes de Senegal e Cazaquistão se reúnem para reforçar cooperação

Astana, 20 mai (EFE).- O presidente senegalês, Macky Sall, visitou nesta sexta-feira seu colega cazaque, Nursultan Nazarbayev, em uma tentativa de reforçar a cooperação entre o país africano e o Cazaquistão.

"Eu gostaria que todos países dispostos a cooperar com o Cazaquistão viessem até mim", disse Sall em entrevista coletiva conjunta oferecida após a reunião em Akorda, a residência presidencial em Astana.

"O mundo inteiro está interessado em nosso continente, e viemos ao Cazaquistão como companheiros para a cooperação", explicou o presidente do Senegal.

A visita do líder senegalês ao país centro-asiático, a primeira realizada por um líder africano não árabe, abriu uma nova era nas relações entre Cazaquistão e outros países árabes, asseguraram fontes oficiais cazaques.

"Nosso país está aberto à cooperação com o Senegal em todas as esferas. Vossa república é uma parte importante da África e estamos honrados de cooperar com vocês", comentou o presidente Nazarbayev.

O dirigente cazaque disse, além disso, que Macky Sall respalda uma série de iniciativas do Cazaquistão, entre as quais estão o início de uma rede global unificada dentro da ONU para combater o terrorismo e o extremismo internacional e a criação da Organização Islâmica para a Segurança Alimentar com sede em Astana.

"Como membros da comunidade muçulmana, estamos de acordo em cooperar dentro do marco da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", explicou Nazarbayev.

O líder cazaque disse que na reunião trataram também a cooperação econômica e comercial entre os países.

"A esfera de nossa cooperação está em um nível baixo. Obviamente há grandes problemas territoriais e de transporte nesta zona. A energia, a agricultura e os bancos islâmicos são nossas prioridades a partir de agora", comentou Nazarbayev.

"Este continente vai se desenvolver profundamente em breve e o Cazaquistão necessita intensificar a cooperação com os países africanos agora", acrescentou.

Por sua vez, o líder senegalês acrescentou que conta com a experiência do Cazaquistão para ajudar seu país a desenvolver suas indústrias mineiras, de alta tecnologia e de agricultura.

Para concluir, Sall recalcou seu apoio ao Cazaquistão para se transformar em membro não-permanente do Conselho de Segurança da ONU para 2017-2018 e declarou que o país participará da Expo 2017 que acontecerá na capital cazaque sob o lema "O futuro da Energia".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos