Chefe do governo afegão: "É muito provável que mulá Mansour tenha morrido"

Cabul, 22 mai (EFE).- O chefe do Executivo do Afeganistão, Abdullah Abdullah, afirmou neste domingo que o governo ainda não tem confirmação da morte do líder dos talibãs, o mulá Akhtar Mansour, mas considerou que "é muito provável" que tenha morrido em um ataque com drones dos Estados Unidos.

"Em uma sucessão de operações antiterroristas, as forças americanas realizaram uma operação com drones e atingiram o veículo no qual Mansour viajava dentro e fora de território afegão", disse Abdullah em pronunciamento na televisão.

"É muito provável que Akhtar Muhammad tenha morrido como resultado deste ataque", finalizou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos