Responsável militar dos EUA visitou em segredo forças curdas na Síria

Beirute, 23 mai (EFE).- O general americano Joseph Votel, que dirige o Comando Central responsável das operações no Oriente Médio, visitou em segredo o norte da Síria para se reunir com responsáveis curdos e estudar os preparativos da ofensiva contra Al Raqqa, disse nesta segunda-feira à Agência Efe um responsável curdo-sírio.

O vice-ministro de Relações Exteriores da Administração autônoma curda do enclave de Kobani, Idris Nuaman, apontou por telefone que Votel esteve durante 11 horas no sábado no norte da Síria.

Durante sua estadia, visitou Kobani e a região da "Al Jazeera", outra zona da autoproclamada administração autônoma curda, onde se reuniu com responsáveis das Unidades de Proteção do Povo (YPG, em curdo), principal milícia curdo-síria, e das Forças da Síria Democrática (FSD), uma formação armada curdo-árabe.

"O objetivo da visita do general Votel foi supervisionar os preparativos da futura ofensiva contra a cidade de Al Raqqa (reduto principal na Síria do grupo terrorista Estado Islâmico) e expressar o apoio dos EUA aos curdos da Síria", indicou Nuaman.

O vice-ministro curdo-sírio afirmou que Votel fez um percurso por campos de treinamento das FSD e das YPG, onde os combatentes recebem formação e assessoria por parte de cerca de 200 assessores militares americanos.

Nuaman acrescentou que as autoridades curdas se queixaram ao oficial dos EUA das ingerências da Turquia no trabalho das forças curdo-sírias, que "com seus ataques não faz mais do que atrasar os progressos no terreno".

Os EUA proporcionam apoio militar e logístico às YPG e às FSD, que avançaram nos últimos meses contra o EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos