Sobe para 92 o número de mortos no Sri Lanka por conta das chuvas

Colombo, 23 mai (EFE).- O número de mortos pelas fortes chuvas que caíram nos últimos dez dias no Sri Lanka subiu para 92 e o de desaparecidos está em 109, enquanto os desabrigados e acampamentos de emergência se reduziram quase pela metade, após a diminuição do volume das precipitações e das inundações, informaram fontes oficiais nesta segunda-feira à Agência Efe.

Na província de Sabaragamuwa, onde está situado o município de Aranayake, no qual três aldeias foram arrasadas por um deslizamento na terça-feira passada, "continuam desaparecidas 109 pessoas e o balanço de mortos chegou a 25", disse o general Sudantha Ranasinghe, responsável pelas operações de resgate na região.

Os trabalhos de remoção dos corpos avançam com lentidão devido às "dificuldades" criadas pelas chuvas que ainda continuam em Aranayake, onde hoje foi encontrado um corpo e partes de outros.

"Na atualidade não há nenhuma situação grave de inundações no país e para amanhã de manhã já não haverá nenhum tipo de inundação no Sri Lanka", afirmou o porta-voz do Centro de Gestão de Desastres (DMC, em inglês), Pradeep Kodippili.

As fortes chuvas na ilha começaram no último dia 14, na Baía de Bengala, que gerou fortes chuvas e ventania no centro e o norte do país asiático, formando o ciclone Roanu.

Após deixar a ilha, o ciclone passou no final de semana pelo litoral de Bangladesh, onde deixou dez mortos e obrigou a retirada da região de aproximadamente 500 mil pessoas de forma preventiva. EFE

sj-njd/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos