Papa fala sobre atentados na Síria e pede cuidado e atenção com as crianças

Cidade do Vaticano, 25 mai (EFE).- O papa Francisco pediu nesta quarta-feira, durante a Audiência Geral, que "o coração dos que semeiam morte e destruição se transforme" ao lembrar dos últimos atentados na Síria.

"Na segunda-feira passada, na Síria ocorreram alguns atentados terroristas, que causaram a morte de uma centena de civis desarmados", lembrou o pontífice ao término da audiência.

"Irei rezar ao pai misericordioso para que doe o repouso eterno às vítimas, consolação a seus parentes e transforme o coração de quantos semeiam morte e destruição".

Um total de 184 pessoas morreram nos atentados de dois dias atrás nas localidades de Jableh e Tartus, no litoral mediterrâneo sírio, segundo os dados do Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O papa Francisco lembrou também durante a audiência geral que hoje é o Dia internacional dedicado às crianças desaparecidas, que é um "dever" de todos protegê-las da exploração e dos abusos.

"Hoje é o Dia internacional das Crianças Desaparecidas. É um dever de todos proteger as crianças, sobretudo as que estão expostas a um elevado risco de exploração", expressou.

Francisco também pediu que "as autoridades civis e religiosas possam sensibilizar as consciências, para evitar a indiferença perante o sofrimento das crianças sozinhas, exploradas e afastadas de suas famílias e de seu contexto social, crianças que não podem crescer serenamente e olhar com esperança ao futuro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos