Paraguai pede reunião de chanceleres do Mercosul para tratar sobre Venezuela

Assunção, 26 mai (EFE).- O Paraguai solicitou ao Uruguai, que ostenta a presidência temporária do Mercosul, uma reunião de chanceleres para analisar a situação na Venezuela no marco do Protocolo de Ushuaia, compromisso democrático do bloco, anunciou nesta quinta-feira o ministro das Relações Exteriores paraguaio, Eladio Loizaga.

O chanceler disse aos veículos de comunicação que a solicitação tem "a finalidade de pedir uma convocação de chanceleres para estudar a situação que está atravessando a República Bolivariana da Venezuela no marco do Protocolo de Ushuaia".

Loizaga, que fez o anúncio após reunir-se com o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, acrescentou que o pedido foi enviado ao chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, e que corresponde a este repassá-lo aos demais chanceleres do bloco e estabelecer uma data.

"Logicamente (Nin Novoa) terá que consultar os outros ministros das Relações Exteriores para fixar uma data e considerar esta situação", explicou Loizaga em um pronunciamento na sede presidencial.

O chanceler paraguaio afirmou que, se a reunião for realizada, será avaliada a situação na Venezuela por haver "um processo que está estabelecido no Protocolo e isto permite que o Mercosul tome uma visão, uma posição".

A cláusula democrática prevista no Mercosul estabelece a possibilidade de suspender um Estado-membro perante a ruptura da ordem democrática em virtude do Protocolo de Ushuaia, assinado em 1998, que contempla que esta medida só pode ser aplicada por consenso.

Na terça-feira passada, Loizaga declarou que o governo do Paraguai não descarta que sejam tomadas iniciativas regionais em matéria de direitos humanos na Venezuela.

O Paraguai é o único país do bloco que já foi submetido à cláusula democrática em 2012, depois que o então presidente, Fernando Lugo, foi cassado em um controvertido julgamento político. EFE

jm/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos