Amber Heard acusa Johnny Depp de violência doméstica

Los Angeles (EUA.), 27 mai (EFE).- A atriz Amber Heard, que na segunda-feira passada entrou com um pedido de divórcio do marido, o ator Johnny Depp, acusou o companheiro de diversos casos de violência doméstica.

Segundo informa o portal "TMZ", especializado em informações sobre famosos, Heard foi a um tribunal nesta sexta-feira com uma marca vermelha no rosto, causado pelas agressões físicas de Depp, segundo a atriz.

O ferimento foi causado após o ator atingir o rosto da esposa com um iPhone no sábado, o que fez a atriz optar pelo divórcio, informou o site.

Heard, que estava acompanhada da advogada Samantha Spectos, alegou ter sido vítima desses ataques de forma "repetida" durante os 15 meses de casamento e mostrou várias fotos como prova. A atriz também solicitou uma ordem de restrição temporária contra Depp ao considerá-lo como "uma ameaça imediata".

"Diferenças irreconciliáveis" foi a justificativa para o pedido divórcio, onde se especifica que a separação aconteceu no domingo passado, dois dias depois da morte de Betty Sue Palmer, mãe do ator.

Depp, de 52 anos, e Heard, de 30, se conheceram durante a gravação de "Diário de um Jornalista Bêbado" (2011) e ficaram noivos em 2014, apesar de vários rumores sobre problemas na relação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos