Juan Manuel Santos celebra libertação de jornalista pelo ELN

Bogotá, 27 mai (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, comemorou nesta sexta-feira a libertação da jornalista espanhola Salud Hernández-Mora pela guerrilha do ELN em uma região rural do departamento Norte de Santander e pediu que os outros dois comunicadores da "RCN" sejam liberados de forma "imediata".

O líder se manifestou sobre a libertação em uma declaração no município de Tibú, na mesma região do Catatumbo, onde foi sequestrada a jornalista.

"Aqui em Tibú quero celebrar o retorno de Salud Hernández à liberdade. É uma notícia cheia de alegria, mas ao mesmo tempo quero exigir a libertação imediata dos dois jornalistas da "RCN" que estão em mãos do ELN", disse.

O presidente se transferiu hoje a Tibú para liderar um conselho de segurança por causa do sequestro de Salud e dos dois jornalistas colombianos da "RCN".

Salud Hernández-Mora, que é correspondente do jornal madrilenho "El Mundo" e colunista do jornal "El Tiempo", de Bogotá, foi liberada hoje em uma região rural entre San Calixto e Teorama, municípios do Norte de Santander que fazem parte do Catatumbo, a região onde permanecia retida desde sábado passado pelo Exército de Libertação Nacional (ELN).

A jornalista, que foi entregue a uma comissão da Igreja Católica e da Defensoria Pública, foi transferida à cidade de Ocaña, a maior da região.

Santos acrescentou que o governo e os comandantes militares vão analisar a situação e anunciou que depois fará "uma declaração mais profunda" sobre o panorama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos